Fundação Aga Khan encontra-se a recrutar Técnico/a Junior e Técnico/a Senior para Gestão de Projetos

Técnico/a Junior

A Fundação Aga Khan procura um/a profissional para integrar a equipa do Projeto “ Caregivers: formal and family/informal ”, que tem como objetivo o reforço das competências dos cuidadores, profissionais ais e dos familiares/informais, de pessoas seniores, pela disponibilização de conhecimento científico e de partilha práticas, com vista à melhoria da qualidade de vida dos seniores e dos seus cuidadores, com as seguintes especificações: 

  • Participar ativamente na implementação, desenvolvimento e avaliação do plano de ação do Projeto “ Caregivers: formal and family/informal ”, um programa financiado pela Johnson & Johnson Foundation, entre 2019 e 2021 (2 anos); 
  • Dar apoio ao/a coordenador e gestor da candidatura em função das necessidades contribuindo para a implementação do projeto com sucesso; 
  • Apoiar o funcionamento, de forma adequada, aos objetivos do projeto “ Caregivers: formal and family/informal ” e, de acordo, com as orientações e os valores da Fundação Aga Khan; 
  • Apoiar a organização da informação, monitorização e documentação dos processos de acordo com as orientações da Fundação Aga Khan e/ou do financiador do projeto em curso; 
  • Apoiar na criação de produtos escritos e visuais, em inglês e português, realizando as pesquisas pertinentes; 
  • Apoiar o reporte técnico e financeiro sobre as atividades/projetos desenvolvidos; 
  • Articular com a equipa de projeto, nomeadamente em questões transversais ao desenvolvimento do projeto, relacionadas com cuidadores de pessoas seniores (formais/profissionais e familiares/informais);
  • Apoiar o estabelecimento de relações de trabalho com membros das comunidades locais, entidades governamentais e não-governamentais que prestem serviços sociais e/ou de interesse para a comunidade e para os programas das AKF, assim como, especialistas, entidades formadoras e academia; 
  • Apoiar o estabelecimento/facilitação da interação e cooperação entre os parceiros do projeto, nomeadamente IPSS, Misericórdias, Cuidadores (profissionais ais e familiares/informais), especialistas, formadores e investigadores; 
  • Apoiar a coordenação e fornecer assistência técnica à equipa na organização e planeamento de atividades que vão ao encontro dos objetivos do projeto, tais como seminários, tertúlias, ações de formação e apresentações públicas.

The requirements

  • Fluente em Português
  • Formação académica na área das ciências sociais, nomeadamente serviço social, gerontologia social, animação sociocultural ou relacionadas com a temática do envelhecimento; 
  • Experiência na área do envelhecimento de, pelo menos, 2 anos;
  • Nível de Inglês avançado (oral e escrito): C1 ou C2; 
  • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador e, preferencialmente, conhecimentos específicos em programas de comunicação , design e análise de dados; 
  • Ter noções de técnicas e instrumentos facilitadores de processos participativos e de capacitação; 
  • Conhecimento sobre os processos normais de envelhecimento e capacidade de avaliar problemas/desafios, qualidade de vida e bem-estar na população sénior;
  • Conhecimento das políticas públicas de apoio à população sénior em Portugal e na União Europeia, nomeadamente, os sistemas de solidariedade social e de saúde; 
  • Conhecimento da tipologia diferenciada dos equipamentos de apoio a seniores;
  • Gosto e capacidade de intervir na comunidade, junto dos seniores e prestadores de cuidados (formais e informais), numa lógica participativa e de empowerment ;
  • Ter noções de como implementar programas de prevenção e promoção dos processos de desenvolvimento no sénior, nomeadamente relacionados com o “ Active Ageing ”; 
  • Experiência e/ou apetência pessoal em trabalhar em contextos plurais;
  • Capacidade de avaliar o exercício profissional e promover o seu desenvolvimento tendo em consideração valores e atitudes de um profissional consistentes com os padrões de conduta profissional e ética; 
  • Boa capacidade de comunicação (escuta ativa, feedback, compromisso, etc.) e de relacionamento interpessoal (empatia, respeito pela opinião dos outros, etc.) com vários interlocutores (população, responsáveis de instituições e empresas, etc.); 
  • Capacidade de diálogo, relacionamento e adequar e aplicar diferentes tipos de linguagens (contexto rua, institucional, organizacional, cultural, literacia, etc.); 
  • Capacidade de (auto e hétero) reflexão critica e de auto estudo, quer sobre as práticas, quer sobre as atitudes e comportamentos perante o processo de envelhecimento e a velhice, possibilitando a resolução de problemas; 
  • Autonomia (capacidade de planeamento e organização) e capacidade de iniciativa; 
  • Capacidade de adaptação às situações e aos indivíduos;
  • Criatividade e iniciativa na resolução das situações;
  • Capacidade de trabalho em equipa, numa perspetiva interdisciplinar, de aceitar outras ideias e integrá-las na procura de estratégias de solução para os problemas que se colocam;
  • Sensibilidade e abertura aos problemas sociais locais;
  • Disponibilidade para deslocações e estadias a nível nacional, com ausências até uma semana;
  • Disponibilidade para trabalhar em horários adaptados à disponibilidade do público a envolver no projeto
  • Prioridade dada a quem tenha autorização para trabalhar em Portugal.

NOTA: Enviar o CV em Português

Mais informações

Técnico/a Sénior

A Fundação Aga Khan procura um/a profissional para integrar a equipa do Projeto “ Caregivers: formal and family/informal ”, que tem como objetivo o reforço das competências dos cuidadores, profissionais ais e dos familiares/informais, de pessoas seniores, pela disponibilização de conhecimento científico e de partilha práticas, com vista à melhoria da qualidade de vida dos seniores e dos seus cuidadores, com as seguintes especificações: 

  • Participar ativamente na implementação, desenvolvimento e avaliação do plano de ação do Projeto “ Caregivers: formal and family/informal ”, um projeto financiado pela Johnson & Johnson Foundation, entre 2019 e 2021 (2 anos); 
  • Dar apoio ao/a coordenador e gestor da candidatura em função das necessidades contribuindo para a implementação do projeto com sucesso; 
  • Assegurar o funcionamento, de forma adequada, aos objetivos do projeto “ Caregivers: formal and family/informal ” e, de acordo, com as orientações e os valores da Fundação Aga Khan; 
  • Organizar a informação, monitorização e documentação dos processos de acordo com as orientações da Fundação Aga Khan e/ou do financiador do projeto em curso; 
  • Apoiar na criação de produtos escritos e visuais, em inglês e português, realizando as pesquisas pertinentes; 
  • Assegurar o reporte técnico e financeiro sobre as atividades/projetos desenvolvidos; 
  • Articular com a equipa de projeto, nomeadamente em questões transversais ao desenvolvimento do projeto, relacionadas com cuidadores de pessoas seniores (formais/profissionais e familiares/informais); 
  • Estabelecer e manter relações de trabalho com membros das comunidades locais, entidades governamentais e não-governamentais que prestem serviços sociais e/ou de interesse para a comunidade e para os programas das AKF, assim como, especialistas, entidades formadoras e academia; 
  • Estabelecer/facilitar a interação e cooperação entre os parceiros do projeto, nomeadamente IPSS, Misericórdias, Cuidadores (profissionais ais e familiares/informais), especialistas, formadores e investigadores; 
  • Apoiar a coordenação e fornecer assistência técnica à equipa na organização e planeamento de atividades que vão ao encontro dos objetivos do projeto, tais como seminários, tertúlias, ações de formação e apresentações públicas. 

The requirements

  • Fluente em Português
  • Formação académica na área das ciências sociais, gerontologia social, animação sociocultural ou relacionadas com a temática do envelhecimento (Mestrado em Gerontologia social – preferencial); 
  • Experiência na área do envelhecimento de, pelo menos, 5 anos; 
  • Experiência enquanto formador/a de adultos, com CAP;
  • Nível de Inglês avançado (oral e escrito): C1 ou C2; 
  • Conhecimentos de gestão de projetos e de metodologias de investigação;
  • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador e, preferencialmente, conhecimentos específicos em programas de comunicação , design e análise de dados;
  • Conhecimento de técnicas e instrumentos facilitadores de processos participativos e de capacitação; 
  • Conhecimento sobre os processos normais de envelhecimento e capacidade de avaliar problemas/desafios, qualidade de vida e bem-estar na população sénior;
  • Conhecimento das políticas públicas de apoio à população sénior em Portugal e na União Europeia, nomeadamente, os sistemas de solidariedade social e de saúde;
  • Conhecimento da tipologia diferenciada dos equipamentos de apoio a seniores;
  • Gosto e capacidade de intervir na comunidade, junto dos seniores e prestadores de cuidados (formais e informais), numa lógica participativa e de empowerment ; 
  • Conhecimento na implementação de programas de prevenção e promoção dos processos de desenvolvimento no sénior, nomeadamente relacionados com o “ Active Ageing ”;
  • Experiência e/ou apetência pessoal em trabalhar em contextos plurais;
  • Capacidade de avaliar o exercício profissional e promover o seu desenvolvimento tendo em consideração valores e atitudes de um profissional consistentes com os padrões de conduta profissional e ética;
  • Boa capacidade de comunicação (escuta ativa, feedback, compromisso, etc.) e de relacionamento interpessoal (empatia, respeito pela opinião dos outros, etc.) com vários interlocutores (população, responsáveis de instituições e empresas, etc.); 
  • Capacidade de diálogo, relacionamento e adequar e aplicar diferentes tipos de linguagens (contexto rua, institucional, organizacional, cultural, literacia, etc.);
  • Capacidade de (auto e hétero) reflexão critica e de auto estudo, quer sobre as práticas, quer sobre as atitudes e comportamentos perante o processo de envelhecimento e a velhice, possibilitando a resolução de problemas; 
  • Autonomia (capacidade de planeamento e organização) e capacidade de iniciativa;
  • Capacidade de adaptação às situações e aos indivíduos; 
  • Criatividade e iniciativa na resolução das situações; 
  • Capacidade de trabalho em equipa, numa perspetiva interdisciplinar, de aceitar outras ideias e integrá-las na procura de estratégias de solução para os problemas que se colocam; 
  • Sensibilidade e abertura aos problemas sociais locais; 
  • Disponibilidade para deslocações e estadias a nível nacional, com ausências até uma semana; 
  • Disponibilidade para trabalhar em horários adaptados à disponibilidade do público a envolver no projeto:
  • Prioridade dada a quem tenha autorização para trabalhar em Portugal.

NOTA: Enviar o CV em Português

Mais informações

Poderá também gostar de:Poderá também gostar de: