Brigadas de Intervenção Rápida | Aferição da disponibilidade de integração dos assistentes sociais

As Brigadas de Intervenção Rápida, constituídas para intervir, de forma rápida, na prevenção e combate a surtos de COVID 19 em equipamentos sociais de acolhimento residencial, asseguram uma intervenção centrada na contenção e estabilização dos surtos.

A constituição e gestão das Brigadas é assegurada pela Cruz Vermelha Portuguesa em articulação direta com o Instituto de Segurança Social.Formadas por profissionais de diferentes áreas, as Brigadas devem ter profissionais da área social que, em caso de necessidade, assumirão a direção técnica dos equipamentos sociais alvo de intervenção até à estabilização dos surtos.

As funções são alvo de retribuição através de bolsas ou complementos remuneratórios, estando previsto o pagamento de subsídio de refeição, transportes e seguro.

Caso tenha disponibilidade e interesse em integrar as Brigadas de Intervenção Rápida, preencha a ficha. Clique aqui para preencher

APSS, Associação dos Profissionais de Serviço Social, partilhará a listagem dos assistentes sociais com o Instituto de Segurança Social.

Poderá também gostar de:Poderá também gostar de: